Dadocracia – Episódio 18 – No tique TikTtok do meu coração

Publicado em julho 14, 2020

Donald Trump embirrou com o TikTok. Frente a tensões entre China e Estados Unidos, o presidente norte-americano ameaçou bloquear o aplicativo chinês mais usado no mundo. No meio do ano, […]

Donald Trump embirrou com o TikTok. Frente a tensões entre China e Estados Unidos, o presidente norte-americano ameaçou bloquear o aplicativo chinês mais usado no mundo. No meio do ano, a Índia foi além da ameaça e não só impediu o acesso a rede social dentro do seu território, como baniu junto quase outros 60 apps chineses.

No meio dessa bagunça geopolítica, o acesso aos dados dos usuários do TikTok pelo governo chinês é usado como argumento contra o aplicativo. No 18º episódio do Dadocracia, podcast sobre tecnologia e sociedade do Data Privacy Brasil, as pesquisadores Mariana Rielli e Iasmine Favaro discutiram os riscos do TikTok, assim como outras novidades do Observatório da Privacidade.

“O TikTok trata dados de crianças e adolescentes massivamente, são a principal faixa etária de usuários do aplicativo, então é preciso ter um olhar especial porque esses dados especiais e demanda um cuidado especial por lei, tanto na GDPR quanto na LGPD e em outras leis pelo mundo”, diz Iasmine. 

Esse ponto é o que motivou a autoridade de proteção de dados da Dinamarca a abrir uma investigação para entender como o TikTok lida com as informações dos usuários do aplicativo.

De qualquer forma, ressalta Mariana, o caráter geopolítico da discussão não pode ser ignorado. “Enquanto no Facebook e YouTube a gente fala sobre coleta de dados pessoais e rastreamento do comportamento para fins de marketing, no caso do TikTok a preocupação é com o que a China fará com esses dados, é eminentemente geopolítica”, afirma a pesquisadora.

Nesse episódio do Dadocracia, Mariana e Iasmine também discutiram novos projetos de lei apresentados cujo tema se relaciona ao PL das Fake News, aprovado no Senado e hoje em discussão na Câmara. 

“Existe um dado de que já temos mais de 35 projetos de lei que tratam do fenômeno das fake news com abordagens diferentes”, conta Mariana. “Mas todos pecam em não olhar o que é discutido internacionalmente e não levam em conta que não temos nenhum exemplo positivo de lei acabou ou mitigou fake news, é algo extremamente complexo e difícil.”

Antes de abrir o TikTok hoje, ouça o Dadocracia

Tags:
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *